Empresários do setor de locação apostam na retomada dos negócios

Em sua sétima edição, o Congresso Nacional de Valorização do Rental realizado no Rio de Janeiro reuniu empresários, fornecedores e lideranças sindicais do setor de locação na sede do Sinduscon-RJ. Organizado pela ANALOC – Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações Representantes dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas, o evento debateu temas como reforma tributária, mercado de locação e a situação político-econômica do país.

Mediado por Eurimilson Daniel, secretário executivo da ANALOC, o congresso contou com a participação do deputado federal Márcio Labre (PSL-RJ), responsável por levantar pontos cruciais sobre a reforma tributária e da previdência; do fundador da Casa do Construtor, Expedito Arena, um case de sucesso, e do jornalista Luís Artur Nogueira, que apresentou uma visão global sobre a situação política e econômica do Brasil e do mundo.

Além da abordagem com um viés político e econômico, também foi possível aferir o grau de receptividade da plateia sobre um ponto crucial no mercado: o futuro do país. Nesse aspecto, um dado interessante: 87,8% dos participantes acreditam que o seu negócio estará ainda melhor nos próximos nove meses.

Expressividade

Considerado o maior evento do setor de locação de máquinas, equipamentos e ferramentas para a construção civil do Brasil, o Congresso Nacional de Valorização do Rental contou com apoio do Sindileq-RJ. Ao longo dos anos, a iniciativa tem ganhado representatividade que se traduz pelo crescente número de participantes e apoiadores.

O evento contou com o apoio de entidades como o Sindileq-MG, Sindileq-PE, Sindileq-CE, Sindileq-GO, ABELME, SOBRATEMA, SELEMAT, ABRASFE, APELMAT e ALEC. O patrocínio para a realização do encontro partiu de empresas como Manitou Group, Menegotti, Valence JCB Máquinas, FORTEQUIP, Wolkan, Wacker Neuson, CSM e SISLOC.

O presidente da ANALOC, Reynaldo Frahia, falou da missão da entidade de agregar empresários, disseminar boas práticas e fortalecer o setor de locação. Ele destacou o bom andamento da PL 4092-2019 cuja função é aprimorar a lei relacionada às duplicatas.

“Essa lei implica em uma expressiva segurança jurídica para o setor em termos de cobrança. Hoje nós somos penalizados em função dessa falha na legislação, que não permite a emissão de duplicata”, ressaltou. De acordo com Reynaldo, esse problema impacta principalmente as empresas de pequeno porte do setor que muitas vezes não conseguem receber devidamente pelo trabalho. Para concluir, Frahia convocou a todos os participantes que levassem para os seus estados aprendizados adquiridos ao longo do Congresso.

O presidente do Sindileq-RJ, Sebastião Rentes, falou do empenho em criar uma entidade representativa da classe no Rio de Janeiro como forma de superar as dificuldades enfrentadas pelo setor no seu estado. Com a fundação do sindicato no Rio de Janeiro em novembro de 2014, os empresários puderam contar com treinamentos na área de operação, manutenção da frota e gestão, meta principal da entidade.

Para o presidente da APELMAT/SELEMAT, Flávio Figueiredo, o evento teve um fluxo interessante de participantes. “Estamos percebendo que existe um aquecimento efetivo no mercado de locação e isso foi constatado no congresso, onde mais de 80% dos participantes estão confiantes no futuro do país”.

Mais da Apelmat
John Deere amplia portfólio e lança escavadeira de 20 toneladas
John Deere amplia portfólio e lança escavadeira de 20 toneladas

A John Deere lançou recentemente no mercado brasileiro a escavadeira 200G, equipamento que promete...

Festa na locação: confraternização do setor de equipamentos acontece em 7 de dezembro
Festa na locação: confraternização do setor de equipamentos acontece em 7 de dezembro

Começa a contagem regressiva para a noite mais aguardada no setor de equipamentos: a 32ª...

Automec recebe prêmio em conferência global da JCB
Automec recebe prêmio em conferência global da JCB

Distribuidor oficial da JCB em São Paulo, o grupo Automec recebeu o Prêmio Transformação...